Verba viabilizará recuperação e sinalização da pista, além da instalação de equipamentos para que aeronaves possam operar por instrumentos

O Aeroporto das Agulhas Negras, instalado em Resende, vai receber investimento de mais de R$ 5 milhões e deverá voltar a operar com vôos regulares ainda este ano. O anúncio foi feito na tarde desta sexta-feira, dia 30, pelo Subsecretário de Estado de Transporte do Rio de Janeiro, Delmo Pinho, durante a Mesa Redonda “Aviação Civil e Aerodesporto em Resende”, realizada na Câmara dos Dirigentes Lojistas.

Os recursos, que são oriundos do Programa Federal de Auxílio a Aeroportos (PROFAA), serão utilizados na recuperação da pista do aeroporto, área de taxiamento e pátio das aeronaves; construção de trechos de muro no lado esquerdo da pista; instalação de cerca de proteção; recuperação e complementação de valas de drenagem; e implantação de equipamentos como balizamento noturno, iluminação do pátio, sinalização vertical e GNSS (sistema mundial de navegação por satélite) – medidas que permitirão que as aeronaves possam operar por instrumentos.

De acordo com o secretário municipal de Indústria, Tecnologia e Turismo, Raphael Gattás, que iniciou as conversações com a Secretaria de Aviação Civil para a implantação de melhorias no aeroporto em outubro do ano passado, a reativação do aeroporto beneficiará não apenas Resende, como toda a região.

– O aeroporto de Resende tem uma importância enorme para esta região, que é a que mais cresce no Estado e abriga as mais modernas indústrias do país. Só isso, já justificaria investirmos nele e recuperarmos seu status e sua importância regional. Mas, além disso, a reativação deste aeroporto tem outras vantagens, pois pode abrir novas possibilidades de arrecadação para o município, com a implantação de serviços como o transporte de carga e de valores, por exemplo – disse Gattás.

Durante a Mesa Redonda, que contou com a presença de representantes das Câmaras Municipais de Resende e de Itatiaia, do comando da AMAN, da Polícia Militar, da FIRJAN e da CDL, além dos deputados federais Marcelo Matos (membro da Comissão de Viação e Transporte) e Julio Lopes, também foi apresentado o projeto Parque Cidade Aeroporto, que prevê a utilização da área do entorno do aeroporto para a instalação de equipamentos cultura, lazer e negócios.

– A reativação do Aeroporto de Resende é uma iniciativa de extrema importância, mas ela não virá sozinha. O projeto Parque Cidade Aeroporto prevê o aproveitamento da área do entorno, que é de 458 mil metros quadrados, para a criação de equipamentos de lazer, lago, centro de convenções e toda uma estrutura que traga mais qualidade de vida para a população. Por isso esta mobilização aqui em Resende é tão importante. Precisamos empreender um aeroporto que se faça viável na região e investir também no entorno dele com a criação deste parque. Não tenho dúvidas de que esta intervenção em Resende terá tanto sucesso que servirá de modelo para outros municípios – disse Julio Lopes.

Infraestrutura – O Aeroporto das Agulhas Negras, em Resende, está localizado numa área federal, de cerca de 117 hectares, localizada entre a região do Manejo e Grande Alegria. Com pista de 1.300 metros de extensão (equivalente a do aeroporto Santos Dumont, no Rio de Janeiro) e 30 metros de largura, o aeroporto já operou, por cinco vezes, com linhas aéreas regulares. A primeira vez foi em 1989.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, escreva seu comentário!
Digite seu nome aqui