Em uma época onde percebeu-se que horas de trabalho não significam horas trabalhadas, visando um equilíbrio entre vida pessoal e profissional e uma produtividade efetiva, um caso chamou atenção.

Dong Mingzhu foi destaque na revista Forbes chinesa. (Reprodução)

No início de fevereiro, a revista Forbes da China divulgou das 100 mulheres que mais se destacaram nos negócios no país asiático. A primeira colocada foi a executiva Dong Mingzhu, que é presidente da Gree Electric Appliances, a maior fabricante de ar-condicionado chinesa, cujo valor de mercado é de aproximadamente US$ 22 bilhões.

À frente da organização desde 2001, Mingzhu, que tem 62 anos,  lidera mais de 70 mil pessoas na empresa, onde entrou como uma vendedora comum. A companhia cresceu vertiginosamente nos anos seguintes e se tornou líder de mercado, vendendo 2 a cada 3 aparelhos de ar-condicionado no país. Aos poucos, a chinesa galgou seu espaço e foi subindo de cargo.

Mas, a qual preço? Surpreendentemente, há 27 ANOS, Mingzhu não tira férias nem folga. Ela esteve na empresa TODOS os dias nesses anos.

E ela parece seguir à risca a filosofia trabalhista chinesa. Viúva desde 1984, ela tinha um filho de 8 anos quando ingressou na empresa. Ele foi morar com a avó e desde então, ela nunca mais foi a nenhum evento escolar do menino. Nem à sua formatura na faculdade ela compareceu, pois tinha uma reunião importante.  “Para fazer do mundo um lugar melhor, um número pequeno de pessoas precisa fazer sacrifícios”, disse Dong Mingzhu em entrevista.

Quando a questionam sobre seu estilo de vida workaholic ela diz que “não há alternativa a não ser continuar na Gree por toda a vida. Terei muito tempo quando me aposentar“. Em sua autobiografia ela ainda disse “Não tenho amigos porque não posso ter amigos“.

Este é o estilo de vida que a chinesa escolheu, e, sem dúvidas não nos cabe julgar. E você, preza pela qualidade ou quantidade de trabalho?

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, escreva seu comentário!
Digite seu nome aqui